Apoio domiciliário e diagnostico precoce

16 de Julho, 2021 Por admin_sim

O aumento da população idosa tem-se evidenciado no nosso concelho e alerta-nos para a importância dos cuidados domiciliários e do diagnostico precoce.

O envelhecimento está associado ao aumento das doenças crónicas e incapacitantes, que acabam por conduzir a um maior número de situações de dependência funcional da população idosa.

O acompanhamento domiciliário é imprescindível e dele faz parte a reabilitação, apoio de enfermagem, apoio nos serviços domésticos e necessidades básicas. Na verdade, os idosos sentem-se melhor no seu lar e as recuperações podem ser mais rápidas.

Através destes cuidados é possível promover, manter ou recuperar a saúde, maximizando o nível de independência ou minimizando os efeitos da deficiência ou doença, bem como fornecer apoio social ao indivíduo e à sua família.

Infelizmente, estes cuidados ainda não estão distribuídos de forma igualitária no nosso concelho o que significa que muitos mondinenses ainda vivem com más condições de higiene, alimentação, apoio psicológico e habitabilidade que culminam num grande impacto na saúde.

Por outro lado, o diagnóstico precoce de várias doenças também deve ser lembrado porque quanto mais cedo o diagnostico maior é a probabilidade de cura, sobrevida e qualidade de vida.

Neste âmbito, Mondim encontra-se muito aquém do que precisamos. Poucos são os meios de diagnostico e terapêutica que são passíveis de ser realizados, tendo os nossos munícipes que se deslocar a concelhos vizinhos para os realizar.

Até mesmo na especialidade de fisioterapia, que abrange todas as idades, só é praticada no concelho através de entidades privadas tendo os pacientes de assumir todos os custos, caso não tenham nenhum subsistema de saúde, ex. ADSE. No caso do médico de família prescrever um tratamento pelo SNS, o paciente terá de se deslocar a outro concelho porque em Mondim de Basto não há nenhum protocolo/acordo do SNS com uma clinica/fisioterapeuta.

É evidente/urgente melhorar o acesso à saúde e atrair meios para que todos possamos viver com qualidade de vida e longevidade.

SIM, é possível uma Saúde mais rápida, eficaz e capaz de chegar a todos.

Paula Costa
*As opiniões expressas nos artigos são da completa e exclusiva responsabilidade dos seus autores.